Compartilhar share

Cicloturismo da AMPLASC começa a ser desbravado

Publicado em 09/02/2022 às 19:43 - Atualizado em 10/02/2022 às 12:52

Num intervalo de três meses, dois grupos de ciclistas provenientes do vale europeu catarinense escolheram desbravar no pedal a região dos lagos do planalto sul, via cicloturismo da AMPLASC.

O circuito existe deste 2017, mas com a troca de informações pelo WhatsApp e o interesse das pessoas de praticar turismo tendo como meio de transporte a bicicleta colocou a região dos lagos em evidência.

Nos primeiros dias deste mês de fevereiro, três casais com mais de 60 anos, adeptos do ciclismo, realizaram percursos entre os municípios que compõem o roteiro.  A cada etapa o cansaço físico era compensado pelas belas paisagens da fauna e flora existente na região.

Jorge Andriani, um dos ciclistas, morador de Itajaí, relata que tomaram conhecimento do circuito e foram motivados por amigos de Blumenau e Navegantes que realizaram a rota em novembro de 2021.

Os casais começaram o pedal, às margens da BR-282 em Campos Novos rumo ao Distrito da Barra do Leão na última quarta-feira (1º). Porém, as condições do tempo, não permitiram que o grupo concluísse na sua totalidade o circuito. Mas, Jorge confessa que ficou encantado com a região.

“O que me chamou a atenção foi a Ponte Pênsil no Rio Canoas. Além dela, a paisagem das araucárias, plantações de soja e milho, o Mirante em Abdon Batista com uma estrutura que nem Itajaí tem.Vale muito a pena fazer o circuito especialmente na forma contemplativa”, explica.

Os casais devem retornar, em breve, para completar as demais etapas, Vargem, Brunópolis e Monte Carlo.

Como forma de auxiliar na divulgação do Cicloturismo da Região dos Lagos, imagens e vídeos estão disponíveis no youtube e Instagram denominado: Bela e Santa Cicloturismo.

Entre as dificuldades relatadas pelos casais estão o fator idade, falta de preparo físico e sobre o trajeto, algumas pedras soltas, o sol forte e aclives, especialmente, no trecho entre a Barra do Leão até o município de Zortéa.

A prática do cicloturismo é uma das atividades impulsionada pela pandemia. O contato com a natureza aliado a prática de atividade física vem ganhando cada vez mais espaço no cenário nacional e interesse do brasileiro.

O mapa com as rotas que compõe o Cicloturismo da região dos Lagos do Planalto Sul Catarinense pode ser acessado no portal da associação na internet: amplasc.org.br 

 Casais participantes:

Jorge (62 anos)  e  Denise (60 anos)

Wilmar(65 anos) e Cleia(57 anos)

Andenor(65 anos)  e Dalva (63 anos)

Fonte: Assessoria de Comunicação da AMPLASC